Menus Paginas

Colheita de Sangue na Escola Secundária de Campo Maior no âmbito do projecto Escola Saudável




Recolha de sangue na Escola Secundária de Campo Maior tem lugar terça-feira, dia 23 de Janeiro, entre as 9H30 e as 13H00.
Esta acção decorre sob o lema "Compareça e Salve uma Vida", com a colheita a ser feita pelo Serviço de Imuno-Hemoterapia do Hospital de Santa Luzia de Elvas.
O Agrupamento de Escolas de Campo Maior, tem o selo "Escola Saudável", que significa o premiar as escolas que privilegiem, no seu quotidiano, a promoção da saúde e do bem-estar da comunidade educativa. Reconhece o mérito dos agrupamentos de escolas/escolas que, através das suas práticas, têm vindo a contribuir para a promoção de relações interpessoais saudáveis, envolvendo toda a comunidade educativa e criando uma imagem positiva da escola. Referencia as escolas potenciadoras do crescimento e desenvolvimento de crianças, jovens e adultos saudáveis. 

A região Alentejo ainda precisa do dobro da chuva para sair da situação de seca severa


Especialista do IPMA dizem que a situação é de tal forma crítica que a precipitação teria de ser intensa durante várias semanas. Abastecimento de água para o consumo doméstico não está ameaçado. Barragem do Caia a 17,6% da sua capacidade.

Será necessário chover o dobro de um ano normal para que as barragens e os aquíferos do Alentejo possam recuperar recursos e atinjam a capacidade de armazenamento satisfatória. Quem é o diz é Vanda Pires, da divisão de clima do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), relembrando que a chuva que este inverno caiu no sul do país foi insuficiente para a região sair do estado de seca severa. E se o abastecimento de água para o consumo doméstico não está ameaçado, no campo os agricultores já estão a procurar alternativas viáveis às culturas de regadio, assumindo as limitações ao milho e arroz.
O Diário de Notícias refere que o impacto que a seca severa e extrema acarreta para o Alentejo mostra-se até ao nível de Alqueva. O maior lago artificial da Europa. No que se refere á Barragem do Caia, Aristides Chinita, representante da Associação de Regantes da Barragem do Caia, confirma os tempos de crise. Em 2017 houve a necessidade de antecipar o final da campanha de rega aos 250 associados, distribuídos por uma área de 7500 hectares. Nunca tal tinha acontecido. A albufeira tinha apenas 19% da sua capacidade de armazenamento, pelo que o fim do fornecimento de água para a agricultura visou assegurar que o abastecimento doméstico a Elvas, Campo Maior, Arronches e Monforte ficava garantido para, pelo menos, três anos.
"Entre 15 de Outubro de 2017 e até há 15 dias, a barragem baixou 2 milhões de metros cúbicos com o fornecimento de água às populações, enquanto em dois períodos de chuva entraram cerca de 500 mil metros cúbicos, reduzindo as perdas para milhão e meio" - encontrava-se a 17,6% em Dezembro -, revela o dirigente, assumindo a perspectiva de que o fornecimento de água para rega "é nula".
Fonte: DiáriodeNotícias

Associação Coração Delta prepara jovens do Alto Alentejo para o mercado de trabalho


Cerca de 60 jovens dos concelhos de Nisa, Ponte de Sor e Sousel vão participar no “Pro-move- te” um projeto, inovador em Portugal, que visa combater o desemprego jovem.
Com a coordenação da Associação Coração Delta, presidida pelo Comendador Rui Nabeiro, o Pro-move-te vai, através de metodologias “importadas” de Espanha, preparar os jovens para o mercado de trabalho.
Em declarações à rádio Portalegre, Dionísia Gomes, da Coração Delta, explicou que os jovens vão participar, durante cinco meses, numa formação ministrada pelos “treinadores”.
Segundo Dionísia Gomes a formação engloba vários módulos, desde autoconhecimento ao reconhecimento do território, culminando com entrevistas de trabalho onde o objetivo é a empregabilidade do individuo e do grupo de trabalho.
O projeto vai ser desenvolvido em nove municípios do Alto Alentejo, com três edições, sendo que em 2019 e 2020 vai contar com jovens de Alter-do-Chão, Campo Maior, Elvas, Fronteira, Marvão e Portalegre.

Bicentenario do nascimento de João Dubraz assinalado com lançamento de mais um livro de Francisco Galego no Centro Cultural


O bicentenário do nascimento de João Dubraz foi comemorado na tarde de hoje, Domingo, dia 21 de Janeiro, no Centro Cultural de Campo Maior. O Presidente do Município, Ricardo Pinheiro e o Administrador da Delta Cafés, João Manuel Nabeiro, juntaram-se a Francisco Galego no lançamento de mais esta obra.
Com mais um volume, o terceiro, da obra sobre João Dubraz, "Um Escritor Campomaiorense João Dubraz", da autoria do Professor e Historiador campomaiorense Francisco Pereira Galego, completa-se a Vida e Obra (1818 - 1895), no dia do bicentenário do nascimento do escritor. Esta obra contou com o apoio e patrocínio do Município de Campo Maior e da Delta Cafés. 
João Dubraz deve ser considerado uma das figuras mais notáveis da vida cultural e da história de Campo Maior. A sua obra constitui um património de valor incalculável para a nossa comunidade.

Filipe Alves e Inês Caldeira vencem Corrida das Linhas de Elvas na categoria de Benjamins A


Filipe Alves e Inês Caldeira, atletas da UF Degolados, na categoria de Benjamins A, masculino e feminino, voltam a brilhar ao vencerem a 26ª edição Corrida das Linhas de Elvas, na prova de 400 metros, que teve lugar na manhã de hoje, dia 21 de Janeiro. Em Juvenis, na prova de 1609 metros, Miguel Caldeia conseguiu a terceira posição no pódium e Edgar Anjos conseguiu também a terceira posição no pódium na categoria de Aboslutos - 7500 metros.
Entretanto, outros atletas da UF Degolados participaram nesta prova que que foi ganha por Bruno Paixão, do Beja Atlético Clube, em masculinos e Miriam Rodriguez, do Atletismo Valência de Alcântara (espanha), em femininos.
A competição, integrada nas comemorações dos 359 anos da Batalha das Linhas de Elvas, contou ainda com uma caminhada e diversas provas no Estádio Municipal de Atletismo. Recorde-se que a 26ª Corrida das Linhas de Elvas, organizada pela Autarquia local com o apoio da Associação de Atletismo do Distrito de Portalegre (AADP).

A 26ª Corrida das Linhas de Elvas contou com a participação de 264 atletas (200 na prova dos absolutos m/f + 64 jovens dos escalões de formação). Os atletas da UF Degolados alcançaram as seguintes classificações:

Benjamins - 400m Masculinos

1º Filipe Alves
6º Miguel Gaião

Benjamins - 400m Femininos


Infantis - 1000m

13ª Marta Pernao (fem) 5m29s
Alexandre Caldeira (mas) 3m43s
Helio Cortiglia (mas) 3m44s

Iniciadas - 1609m

5ª Iolanda Gaião 9m05s

Juvenis - 1609m

Miguel Caldeira 5m40s
6º Roberto Gaião 7m

Prova Absolutos 7500m - 200 participantes

Edgar Anjos 3º Junior 35m14s (90 Geral)
André Carretas 41º Senior 37m47s (128 Geral)
Luis Gaiao 37º Veterano1 38m03s (134 Geral)
Bruno Cirilo 44º Senior 39m14s (147 Geral)

"II Jornadas de la Gastronomía en la Salud" no Centro de Ciência do Café em Campo Maior


As "II Jornadas de la Gastronomía en la Salud" dirigidas para o sector da saúde da Extremadura espanhola, decorreram hoje, dia 20 de Janeiro no Centro de Ciência do Café em Campo Maior.
Estas jornadas são uma iniciativa da ACCITEC - Acción y Iniciativa Técnico Comercial S.L. que trouxeram até Campo Maior algumas dezenas de pessoas ligadas à saúde na Extremadura espanhola, tal como já tinha acontecido na 1ª edição destas Jornadas, também elas realizadas no Centro de Ciência do Café. O Comendador Rui Nabeiro, fundador  e administrador do Grupo Nabeiro, marcou presença, e participou nestas jornadas.

Hospital Central de Évora “vai acontecer porque a região precisa” afirma o Comendador Rui Nabeiro




Esta sexta-feira, dia 19 de Janeiro, decorreu em Évora o primeiro Conselho Regional da Comissão de Desenvolvimento Regional (CCDR) do Alentejo, para debater a Estratégia Nacional para o Portugal 2020-2030, que contou com participação do primeiro-ministro António Costa, e de autarcas e representantes de entidades regionais.
Em declarações à Rádio Campanário, o Comendador Rui Nabeiro, conceituado empresário alentejano e Presidente da Concelhia do PS de Campo Maior (Portalegre), afirma existir “uma boa intenção da parte governamental”, à qual acresce o entusiasmo e imparcialidade da equipa da CCDR “que gosta de fazer pela região”.
Questionado relativamente à reprogramação dos fundos Portugal 2020 e à alocação de investimento para a construção do Hospital Central de Évora, afirma que a cidade “tem de facto condições para ter as melhorias possíveis”, acreditando que a obra se realizará, uma vez que é necessário para Évora e para a região. Alentejo.
“O que realmente pretendemos é que haja descentralidade”, e que haja proximidade entre todos, pois a “a vida não se faz longe uns dos outros”, defende.
Á semelhança do trabalho realiza todos os dias, afirma que “é preciso alguém aproximar-se e trazer os outros para nós […], é essa lição que tem que ser posta em prática”.

Ouça aqui as declarações de Rui Nabeiro                                                                                                   Notícia: RádioCampanario   

“Todos os alentejanos estão de parabéns” com arranque da obra ferroviária Elvas - Caia no primeiro trimestre de 2018, diz Nuno Mocinha




O Conselho Regional da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo (CCDRA), composto por autarcas e entidades regionais, reuniu esta sexta-feira (19 de Janeiro), em Évora, com o primeiro-ministro António Costa para debater a Estratégia Nacional para Portugal 2030.
Nuno Mocinha, Presidente da Câmara Municipal de Elvas, disse à RC que a reunião permitiu direccionar o foco dos quadros comunitários para “o nosso maior problema”, nomeadamente “a fixação de pessoas, o crescimento demográfico, o crescimento económico e a criação de emprego”.
Para o autarca elvense “a reunião correu muito bem” e os autarcas “conseguiram dar o seu contributo”.
Quando questionado sobre as palavras de António Costa sobre o Corredor Ferroviário do Sul, que segundo o governante arranca no primeiro trimestre deste ano com o lançamento do concurso para a construção do troço entre Évora e Elvas e o início da obra de Elvas até à fronteira do Caia, o autarca declara que “todos os alentejanos estão de parabéns”, acrescentando que “outra coisa não era esperada, havia esse compromisso e este Governo é de compromisso”.

Ouça aqui as declarações de Nuno Mocinha.                                                                           Notícia: RádioCampanário

António Costa anuncia 40 milhões para obra do Hospital Central de Évora, no Conselho Regional na CCDR Alentejo, realizado na manhã de hoje


Decorreu na manhã da presente sexta-feira, dia 19 de Janeiro, em Évora, o primeiro Conselho Regional da Comissão de Desenvolvimento Regional (CCDR) do Alentejo, para debater a Estratégia Nacional para o Portugal 2020-2030, com participação do primeiro-ministro António Costa, o ministro do Planeamento e Infraestruturas, Pedro Marques, e a secretária de Estado Adjunta do primeiro-ministro, Mariana Vieira da Silva.
Em declarações à Rádio Campanário, Roberto Grilo, Presidente da CCDR do Alentejo afirma que “ficou claro que as CCDR têm o papel de dinamizar os contributos para esta estratégia do 2030”.
Realçando o facto de este surgir como “o primeiro concelho regional com a participação de um primeiro ministro” afirma que é algo de que “a região deve sentir orgulho”.
Esta participação revela a existência de um “Governo que quer projectar uma estratégia para a próxima década, quer ter em conta a opinião de uma região”.
Na sua intervenção, apontou como constrangimentos à “coesão social e territorial da região”, o envelhecimento e a desertificação populacional, sendo que apesar de haver “resultados obtidos”, ainda “há caminho para fazer”, sempre com “valorização do que a região tem, obviamente com os olhos colocados na próxima década”.
Relativamente à execução do Alentejo 2020, afirma que “a região é que tem que ficar satisfeita”, com estes números que resultam de um trabalho de colaboração entre a equipa da CCDR, as entidades competentes, sendo que “as empresas tiveram um papel determinante” no âmbito da competitividade.
Relativamente ao envolvimento dos autarcas, afirma que os seus contributos são importantes, pois a gestão do Alentejo 2020 é “aberta e em parceira com o território”, traduzindo-se numa “visão do Presidente da CCDR apropriando-se dos contributos da região com os vários actores que nela intervêm”.
Questionado sobre os projectos prioritários para a reprogramação de fundos, defende que esta “tem que ser sectorial sobre algumas áreas” e não definida por projectos, pois existem “dotações que foram já ultrapassadas de alguma forma […] sobre as quais é preciso dar resposta face aos indicadores que temos de compromisso com os documentos de preparação estratégica”.
O primeiro-ministro anunciou, na sua intervenção, o direccionamento de 40 milhões de euros para o arranque da obra do Hospital Central de Évora. O presidente da CCDR afirma que, “obviamente, teremos a nossa parte activa nos momentos decisivos”, não tendo ainda informações a adiantar relativamente à reprogramação do Portugal 2020 que contemplará esta alocação de fundos.

Ouça aqui as declarações de António Costa

No seu discurso, o primeiro-ministro António Costa afirmou que a inerente reprogramação do Portugal 2020, em execução, terá de ser direccionada para o “que queremos fazer do nosso país, em cada uma das regiões, na década seguinte”.
Relativamente ao Portugal 2030, apelou ao contributo das regiões, nomeadamente aos autarcas presentes, para o enriquecimento da estratégia do quadro comunitário.
O “grande objectivo” prender-se-á com a “convergência com a União Europeia”, assente nos eixos da sustentabilidade demográfica, do desenvolvimento e investimento nas qualificações, e na aposta na inovação e modernização económica.
Com base territorial, o chefe do Governo apontou objectivos como “assegurar a transição energética para fazer face às alterações climáticas, desenvolver a economia do mar, a boa inserção do país nas redes e nos mercados globais, dar uma atenção especial aos territórios de baixa densidade e apostar na floresta e na agricultura".

Comemoração do bicentenario do nascimento de João Dubraz com lançamento de mais um livro de Francisco Galego no Centro Cultural Campo Maior


O bicentenário do nascimento de João Dubraz vai ser comemorado no próximo Domingo, dia 21 de Janeiro, pelas 17 horas, no Centro Cultural de Campo Maior.
Com mais um volume, o terceiro, da obra sobre João Dubraz, "Um Escritor Campomaiorense João Dubraz", da autoria de Francisco Pereira Galego, completa-se a Vida e Obra (1818 - 1895), no dia do bicentenário do nascimento do escritor.
João Dubraz deve ser considerado uma das figuras mais notáveis da vida cultural e da história de Campo Maior. A sua obra constitui um património de valor incalculável para a nossa comunidade.

"Nos Caminhos de Santa Beatriz", actividade organizada pela Paróquia de Nossa Senhora da Expectação, amanhã em Campo Maior


A paróquia de Nossa Senhora da Expectação em Campo Maior, a fim de dar a conhecer a espiritualidade de Santa Beatriz da Silva, organiza amanhã, sábado dia 20 de Janeiro, pelas 15:00 horas, uma actividade intitulada: Na rota da Fé – Caminhos de Santa Beatriz. 
Terá início na Igreja Matriz, no baptistério, junto da pia baptismal onde foi baptizada a Santa Campomaiorense e o seu irmão Beato Amadeu da Silva. Seguir-se-á um segundo momento na Casa–Museu Santa Beatriz da Silva, onde terá lugar uma oração pela família e terminará o percurso no Convento da Ordem da Imaculada Conceição, com a recitação do terço pelas vocações à vida consagrada. 
Estão já agendados novos encontros para os meses de Abril e Julho.

[mais] Uma boa razão para ir ao Teatro. Peça "A Bota Velha", pela Animateatro no Centro Cultural


Não está demais lembrar algumas das razões porque o teatro nos faz bem! Relembra o Município de Campo Maior.
Ah, e já agora, no próximo dia 27 de Janeiro, o palco do Centro Cultural de Campo Maior volta a ganhar vida com mais uma peça. Mais informação aqui: http://bit.ly/teatro-a-bota-velha — com Animateatro Companhia de Teatro.


"Queres ser Bombeiro?", os Voluntários de Campo Maior têm inscrições abertas para Formação Inicial de Bombeiro




Os Bombeiros Voluntários de Campo Maior vão iniciar uma Formação Inicial de Bombeiros. A campanha lançada para o efeito, com o slogan "Queres ser Bombeiro?" tem como objectivo a captação de novos elementos para o corpo activo dos Bombeiros Voluntários de Campo Maior.
Quem tiver idade compreendida entre os 17 e os 45 anos, aptidão física e psíquica e vontade de ajudar, pode inscrever-se nesta formação para bombeiro até dia 28 de Fevereiro. Para mais informações consulte o facebook dos Bombeiros Voluntário ou envie email para  bvc.maior.comando@mail.telepac.pt 

Mais um fim-de-semana ​ de "Guerra" em Elvas com o Festival de Cinema de Guerra da Raia


O segundo fim-de-semana do Festival de Cinema de Guerra da Raia que se realizou em Elvas superou mais uma vez as expectativas esperadas.
Foram cerca de uma centena de pessoas assistiram às várias exibições que decorreram durante o passado fim-de-semana no Auditório São Mateus e no Museu Militar, de acordo com as informações dos promotores, a Associação de desenvolvimento pela Cultura (AIAR).
Nos próximos dias 19, 20 e 21 de Janeiro, são esperadas mais uma centena de pessoas para assistir às exibições.
O calendário para o próximo fim-de-semana:

-Sexta-Feira às 21H30 no auditório São Mateus- A GRANDE MURALHA de Zhang Yimou
-Sábado às 15H30 no auditório São Mateus- PHOENIX de Christian Petzold
-Sábado às 21H30 no auditório São Mateus- ESPIRITO DE 45 de Ken Loach
-Domingo às 16H00 no auditório São Mateus- TRANSFORMERS- THE LAST KNIGHT de Michael Bay
-Domingo às 15H30 no Museu Militar de Elvas- CHAIMITE de Brum do Canto

Câmara de Portalegre incentiva adopções de animais suportando custos da colocação do micro-chip, vacinação e desparasitação


A Câmara de Portalegre anunciou hoje que a partir de agora vai suportar os custos com a colocação do micro-chip, vacinação e desparasitação de todos os animais adoptados no Canil e Gatil Municipal.
Esta medida visa incentivar as adopções de animais, uma vez que o Canil e Gatil Municipal de Portalegre está grande parte do ano com a sua lotação esgotada.
Segundo a presidente da Câmara Municipal de Portalegre, Adelaide Teixeira, esta é uma tentativa de aumentar as adopções e adequar os procedimentos, de acordo com a legislação em vigor.”

Terra voltou a tremer próximo de Arraiolos na manhã desta quarta-feira, 17 de Janeiro


Depois de na passada segunda-feira o Alentejo ter sido abalado por um sismo de magnitude 4.9 na escala de Richter, e de se terem registado 10 sismos de menor intensidade nas horas seguintes, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) voltou esta quarta-feira (17 de Janeiro) a registar mais um sismo próximo de Arraiolos.
De acordo com a informação disponibilizada pelo IPMA, o abalo registado esta quarta-feira teve uma intensidade de 1.4 na escola de Richter, tendo o epicentro localizado praticamente no mesmo sitio do ocorrido na passada segunda-feira.
O sismo de hoje registou-se às 06h35 de hoje.

Associação Nacional de Bombeiros Profissionais quer bombeiros a fiscalizar edifícios


ANBP quer bombeiros a fiscalizar edifícios. Comunicado da Associação Nacional de Bombeiros Profissionais sublinha urgência em criar medidas para evitar incêndios urbanos.

A Associação Nacional de Bombeiros Profissionais mostrou-se esta terça-feira, em comunicado, preocupada com o aumento do número de incêndios urbanos ocorridos nos últimos dias, afirmando que, “o incêndio na colectividade de Vila Nova da Rainha, em Tondela, tornou pública a necessidade urgente de fiscalizar estes espaços no que diz respeito ao licenciamento da sua actividade".
Assim, a ANBP, apela à atribuição de mais poder de fiscalização aos bombeiros e a que as vistorias feitas pela Autoridade Nacional de Protecção Civil passem a ser obrigatórias, "deixando de ser suficiente o simples parecer de um técnico”. A associação defende que deverá existir mais legislação e fiscalização.
"Numa altura em que se afinam procedimentos e se aprova legislação para que as tragédias como as que assistimos este Verão não se repitam mais, em matérias de incêndios florestais, é urgente antecipar medidas para prevenir que outras calamidades se verifiquem, mas em matéria de incêndios urbanos” pode ler-se no comunicado.
Notícia: linhasdeelvas - fonte: lusa

GNR regista sete feridos numa semana com dezassete acidentes no distrito de Portalegre


Sete feridos em dezassete acidentes, foi o destaque de um conjunto de operações que o Comando Territorial de Portalegre da GNR levou a efeito, no período compreendido entre os dias 8 a 14 de Janeiro, que visaram a prevenção e o combate à criminalidade violenta, fiscalização rodoviária, entre outras.
Nas acções de fiscalização rodoviária a GNR detectou 99 infracções, destacando-se 49 por excesso de velocidade, oito por acondicionamento de carga e seis por falta de inspecção periódica obrigatória.
No que refere à sinistralidade, foram registados 17 acidentes dos quais resultaram sete feridos leves.
De salientar ainda as 50 acções de sensibilização realizadas, 31 no âmbito do programa Escola Segura, 11 inseridas do programa Idosos em Segurança e oito englobadas no programa Comércio Seguro.

Vida de Santa Beatriz da Silva revisitada em roteiro, numa iniciativa da Paróquia de Nossa Senhora da Expectação em Campo Maior

Iniciativa da Paróquia de Nossa Senhora da Expectação, em Campo Maior, terra natal da Santa Portuguesa canonizada em 1976

A paróquia de Nossa Senhora da Expectação, em Campo Maior, na Arquidiocese de Évora, vai promover no dia 20 de Janeiro a iniciativa ‘Caminhos de Santa Beatriz’, para dar a conhecer a vida da santa natural daquela região.
O responsável pela paróquia de Nossa Senhora da Expectação, padre João Silva adianta que este será o primeiro de vários encontros relacionados com esta temática.
Estão entretanto já agendados novos encontros para os meses de Abril e Julho.
Com o tema ‘Na rota da Fé – Caminhos de Santa Beatriz’, esta primeira incursão pela “espiritualidade” da fundadora da Ordem da Imaculada Conceição tem início previsto para as 15H00, na igreja Matriz.
O ponto de encontro será o baptistério, junto da pia original onde foi baptizada a santa campomaiorense e o seu irmão, o Beato Amadeu da Silva.
Os participantes serão depois convidados a seguir para a Casa – Museu de Santa Beatriz, para um momento de “oração pela família” da santa portuguesa.
Este primeiro roteiro terá o seu epílogo no Convento da Ordem da Imaculada Conceição, “com a recitação do terço” em intercessão por todas as “vocações à vida consagrada”.
Beatriz da Silva, nascida por volta de 1437 em Campo Maior, viveu desde os 14 anos em reclusão no mosteiro de São Domingos de monjas dominicanas, em Toledo (Espanha), onde ganhou fama de santidade e modelo de vida espiritual, juntando à sua volta outras mulheres.
Como projecto, ela teve a constituição de uma comunidade monástica feminina autónoma, com prerrogativas próprias e liberdade de escolhas, em contraponto a uma tendência que fazia depender as fundações monásticas femininas das regras e ordens masculinas.
Santa Beatriz alcançou, em 1489, uma primeira aprovação papal para a sua comunidade monástica através da bula ‘Inter Universa’, do Papa Inocêncio VIII, mas só após a sua morte (1492), a Ordem da Imaculada Conceição obteria a bula fundacional ‘Ad Statum Prosperum’, no ano de 1511, com a assinatura do Papa Júlio II.
Actualmente a Congregação das Irmãs da Imaculada Conceição está implantada em vários países e regiões, com destaque para a América Latina, nomeadamente o Brasil.
Em Portugal são duas as comunidades existentes, uma em Campo Maior e outra perto de Viseu na Quinta do Viso. Beatriz da Silva foi canonizada pelo Papa Paulo VI a 3 de Outubro de 1976.

Notícia relacionada:

Comemoração do bicentenário do nascimento de João Dubraz com lançamento de mais um livro de Francisco Galego no Centro Cultural Campo Maior


O bicentenário do nascimento de João Dubraz vai ser comemorado no próximo dia 21 de Janeiro, pelas 17 horas, no Centro Cultural de Campo Maior.
Com mais um volume, o terceiro, da obra sobre João Dubraz, "Um Escritor Campomaiorense João Dubraz", da autoria de Francisco Pereira Galego, completa-se a Vida e Obra (1818 - 1895), no dia do bicentenário do nascimento do escritor.
João Dubraz deve ser considerado uma das figuras mais notáveis da vida cultural e da história de Campo Maior. A sua obra constitui um património de valor incalculável para a nossa comunidade.