Menus Paginas

CURPI Campo Maior reúne em Assembleia Geral para votação do Orçamento e Plano de Acção.


Campanha "Feche a Torneira" informa população sobre cuidados a ter no uso da água, sob o lema “Um minuto por dia, vamos combater a seca”


O Ministério do Ambiente, a Águas de Portugal, a Agência Portuguesa do Ambiente e a ERSAR promovem a campanha "Feche a Torneira", como forma de informar a população sobre os cuidados a ter no uso da água durante o período de seca extrema que atravessamos, sob o lema “Um minuto por dia, vamos combater a seca”.
Para mais informações sobre esta iniciativa, à qual o Município de Campo Maior se associa, consulte o sítio da internet : www.fecheatorneira.pt

Mais de 100 mil pessoas visitaram o Forte da Graça, em Elvas, desde a sua requalificação


Assinalam-se no próximo dia 27 de Novembro do presente ano, dois anos da abertura ao público, do Forte da Graça, na vizinha cidade de Elvas. Desde a sua requalificação, mais de cem mil pessoas visitaram o monumento, sendo a sua maioria oriunda de Espanha.
Representando os visitantes espanhóis cerca de 40% das entradas, a fortificação militar tem atraído visitantes de países como Alemanha, Brasil, China, França e Inglaterra.
Classificado em 2012 como Património Mundial, o Forte da Graça foi alvo de intervenção, ao longo de 11 meses, que consistiu na recuperação da casa do governador, das casas dos oficiais e restantes elementos arquitetónicos, tendo sido ainda repostas todas as cores e materiais originais do Forte e recuperadas as estruturas, nomeadamente a cisterna, a prisão, as galerias de tiro e a capela, onde foram descobertos frescos do século XIX, também eles alvo de intervenção.

Mais de 30% das famílias alentejanas sem acesso à internet, revela Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação


De acordo com os dados do Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias em 2017, realizado pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) e publicado esta terça-feira, dia 21 de Novembro, o Alentejo continua a ser a região do país com os níveis mais baixos de acesso à internet.
Segundo os dados publicados, no Alentejo 67% dos agregados familiares têm acesso à internet e 66% ligam-se através de banda larga, encontrando-se o acesso à internet na região, 10 pontos percentuais abaixo da média nacional.
O Inquérito revela que este ano, 77,7% das famílias portuguesas têm acesso à internet, e comparativamente com 2016, mais 3% da população está ligada à internet.
As famílias sem crianças registam em geral níveis de acesso mais reduzidos e o acesso à rede em mobilidade (fora de casa e do local de trabalho e em equipamentos portáteis) verifica-se em 79% dos utilizadores de internet.
O INE indica ainda que “a proporção de residentes que referem utilizar a internet para procurar informação sobre bens ou serviços é de 82% em 2017”.

Alentejo com “eventual falta de recursos humanos” para acompanhar “mudança no paradigma” do emprego, aponta Delegado Regional do IEFP (c/som)


A região Alentejo registou em outubro do presente ano, uma descida de 15,6% no número de desempregados inscritos no Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP), comparativamente ao mês homólogo de 2016, registando atualmente 19 825 desempregados.
Comentando os valores à RC, Arnaldo Frade, Delegado Regional do Alentejo do IEFP, afirma que “continuamos a ter uma descida em termos de comparação homóloga”.
A região Alentejo vive uma “mudança de paradigma”, passando de uma situação em que o número elevado de desempregados “nos anos de crise”, requereu uma forte intervenção das políticas públicas, para uma situação de descida constante do desemprego, “por comparação homóloga, numa conjuntura em que são dadas a conhecer intenções de investimento” que originarão um elevado número de postos de trabalho.
Se anteriormente o mercado de trabalho não conseguia absorver o elevado número de desempregados, a região Alentejo encontra-se agora perante a perspetiva de se virem a verificar investimentos para os quais existirá uma “eventual falta de recursos humanos” ao nível das qualificações necessárias para dar resposta às necessidades do mercado.
Esta mudança, aponta o Delegado Regional, “exige uma articulação muito forte entre as várias entidades que operam no território […] para que nenhuma intenção de investimento deixe de se concretizar por falta de recursos humanos”.

Ouça aqui as declarações



Notícia: Rádio Campanário

Torneio ATP em Ténis, no próximo fim de semana, nos Campos de ténis da Junta de Freguesia de Nossa Senhora da Expectação

Torneio ATP em Ténis, vai disputar-se em Campo Maior, nos próximos dias 25 e 26 de Novembro.
Os jogos vão ter lugar nos Campos de Ténis da Junta de Freguesia de Nossa Senhora da Expectação, entidade que patrocina o Torneio juntamente com a Academia de Ténis de Portalegre, Federação Portuguesa de Ténis.

Na 20ª edição do 24Horas TT Vila Fronteira, o pó pode ser o grande obstáculo dos pilotos. GNR avisa sobre Interdição da Circulação Rodoviária

Foto: Jornal Portalegre Hoje

O pó pode ser o maior obstáculo para os pilotos que vão alinhar na 20ª corrida das 24 Horas TT Vila de Fronteira, que vai decorrer a partir das 14:00 de sábado, e até à mesma hora do próximo Domingo.

Portugal está a atravessar um longo período de seca e mesmo que chova, a partir desta quinta feira, como está previsto, não deverá ser suficiente para evitar que os carros levantem densas nuvens de pó.
Em declarações à Rádio Portalegre, o diretor de prova, das 24Horas TT Vila de Fronteira, Orlando Romana, admitiu que esta situação pode levantar algumas questões de segurança, mas defende que “são os pilotos que devem de adaptar o seu andamento às condições da pista”.
Orlando Romana referiu ainda que a organização “tem no terreno todo o efetivo necessário caso ocorra alguma situação menos normal durante a corrida”.
A 20 edição da corrida das 24 Horas TT Vila de Fronteira vai contar com “a nata” do todo-o-terreno nacional e internacional. Ao todo são 83 equipas de mais de 300 pilotos.
Orlando Romana destacou a presença de uma equipa italiana com um Mini da X-raid, considerado atualmente um dos melhores veículos do mundo do todo-o-terreno.
As 24 Horas TT Vila de Fronteira vão ainda contar com a participação da equipa do luso francês Mário Andrade, recordista de vitórias na prova, com triunfos nos anos de 2004, 2007, 2009, 2011 e 2016, e que se apresenta com um quinteto composto por Mário e Alexandre Andrade, Cédric Duple, Yann Morize e Luís Ribeiro.
A prova, que assinala o final da época do todo-o-terreno nacional, conta ainda na lista de inscritos com o Campeão Nacional de TT, e vencedor das quatro últimas edições da Baja de Portalegre, Ricardo Porém, que faz equipa Laurent Poletti e Basso Ronald.
Esta prova é antecedida pela corrida 3 Horas SSV Vila de Fronteira, que se realiza, sábado, entre as 08:00 e as 11:00. A prova tem vindo a crescer e nesta sua sexta edição conta com um número de inscritos recorde.
Serão, nada mais, nada menos, que 43 formações à partida para a competição. Um crescimento exponencial em comparação com as 24 equipas que marcaram presença na edição do ano passado.
A lista de inscritos conta com nomes conhecidos, como são os casos Ricardo Carvalho, vencedor do ano passado, Bruno Martins, que se sagrou Campeão Nacional da categoria com o 3º lugar conquistado na recente Baja Portalegre, Rui Serpa e António Ferreira, vencedores da prova em 2015, ou António Coimbra e Miguel Barbosa, vencedores das 24 Horas TT Vila de Fronteira de 2013.
Esta corrida vai ainda contar com a participação do piloto de motociclismo, Miguel Oliveira, que levou a cabo um fenomenal final de época ao assinalar três vitórias consecutivas nas últimas provas do Campeonato do Mundo de Moto2. Nesta estreia no Terródromo de Fronteira o jovem de Almada vai fazer tripla com Pedro Ferreira e Filipe Campos.


20.ª Edição 24H TT Vila de Fronteira 2017 - Interdição Circulação Rodoviária

A Guarda Nacional Republicana (GNR), através do Comando Territorial de Portalegre, entre as 17:00 horas do dia 24 e as 15:00 horas do dia 26 de novembro, vai proceder ao corte da circulação rodoviária na EM 1081, que liga a Vila de Fronteira à localidade de Cabeço de Vide, em virtude da 20.ª Edição 24H TT Vila de Fronteira 2017.

A prova obriga a condicionamentos de trânsito que garantam a segurança e o bem-estar de todos. A GNR recomenda:

· Adote uma condução defensiva. O excesso de velocidade é uma das principais consequências da sinistralidade rodoviária em Portugal, por isso cumpra os limites de velocidade;
· Mantenha sempre a distância de segurança em relação ao veículo da frente, assegurando o seu tempo de reação perante um imprevisto;
· Verifique que todos os passageiros usam o cinto de segurança de forma correta e que as crianças viajam em cadeirinhas próprias para a idade e peso;
· Não deixe objetos soltos no interior do carro, que durante uma travagem se podem converter em projéteis;
· Não ingira bebidas alcoólicas antes ou durante a viagem, não coma refeições pesadas, que podem provocar sonolência durante a digestão, nem consuma nenhum tipo de produto que altere o seu estado de alerta;
· Mantenha uma atenção permanente à estrada e evite todo o tipo de distrações: mexer na rádio, acender um cigarro, olhar para trás para falar. 
· Não se esqueça de que é proibido falar ou manusear o telemóvel durante a condução, bem como aparelhos GPS e outros dispositivos eletrónicos.
Seja paciente, pratique uma condução segura e aposte na segurança rodoviária. Não se esqueça que o desrespeito das regras de trânsito e as faltas de atenção podem ser fatais.


A chuva chega hoje com aviso amarelo e Protecção Civil emite Aviso à População


Os distritos de Portalegre, Castelo Branco, Setúbal, Santarém, Lisboa e Leiria, estão hoje sob aviso amarelo, devido à previsão de períodos de chuva, pontualmente forte e possibilidade de ocorrência de trovoada.
O aviso amarelo, emitido pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) está em vigor até às 18:00 desta quinta-feira.
O IPMA prevê para hoje no continente céu geralmente muito nublado, períodos de chuva, por vezes forte nas regiões Norte e Centro, sendo em geral fraca no Baixo Alentejo e Algarve e possibilidade de ocorrência de trovoada nas regiões Norte e Centro, em especial no litoral.
Está também previsto vento moderado a forte, com rajadas até 80 quilómetros por hora nas terras altas do Centro e Sul.
A previsão aponta ainda para possibilidade de ocorrência de neblina ou nevoeiro e subida da temperatura mínima.
Em Portalegre a temperatura mínima prevista para esta quinta-feira é de 12 graus, a máxima de 17 graus.

Entretanto ANPC, através do Comando Distrital de Operações de Socorro de Portalegre emitiu um Aviso à População, que a seguir se transcreve:

PRECIPITAÇÃO FORTE LOCALMENTE INTENSA
1. SITUAÇÃO
Situação Meteorológica:
No seguimento do contacto com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) realizado hoje pelo Comando Nacional de Operações de Socorro (CNOS) da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), de acordo com a informação meteorológica disponibilizada prevê-se, para as próximas horas:

·         Precipitação localmente intensa, sendo mais provável nos distritos de Leiria, Lisboa, Setúbal e Santarém a partir das 12:00 horas, com valores acumulados a atingir os 30 mm em 2 a 3 horas, situação que, a confirmar-se, pode dar origem a inundações em locais identificados como historicamente vulneráveis.
·         No período compreendido entre as 12:00 horas e as 18:00 horas não são de excluir aguaceiros nos distritos de Portalegre e Castelo Branco, embora com menor intensidade.
·         A partir das 18:00 horas (e até à madrugada de amanhã) espera-se precipitação localmente intensa nas regiões compreendidas entre os distritos de Aveiro e Viseu, com acumulados suscetíveis de atingirem os 30-40 mm em 3 horas, situação que pode, igualmente dar origem a inundações rápidas nos locais identificados como historicamente vulneráveis.
·         O vento irá soprar do quadrante Sul com intensidade moderada a forte, no litoral, a partir da tarde, com rajadas da ordem dos 65 Km/h. Nas terras altas, o vento soprará forte(> 45Km/h) com rajadas que podem chegar aos 80 Km/h.

Acompanhe as previsões meteorológicas em www.ipma.pt
2. EFEITOS EXPECTÁVEIS
Em função das condições meteorológicas previsíveis, é expectável:

·         Possibilidade de cheias rápidas em meio urbano em consequência da acumulação de águas pluviais ou insuficiências dos sistemas de drenagem;
·         Piso rodoviário escorregadio e eventual formação de lençóis de água;
·         Possibilidade de inundação por transbordo de linhas de água nas zonas historicamente mais vulneráveis;
·         Inundações de estruturas urbanas subterrâneas com deficiências de drenagem.

3. MEDIDAS PREVENTIVAS
A ANPC recomenda à população a adoção de medidas cautelares de prevenção, nomeadamente:
·         Garantir a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas pluviais e retirada de inertes e outros objetos que possam ser arrastados ou criem obstáculos ao livre escoamento das águas;
·         Adotar uma condução defensiva, reduzindo a velocidade e tendo especial cuidado com a possível acumulação de neve e formação de lençóis de água nas vias;
·         Não atravessar zonas inundadas, de modo a precaver o arrastamento de pessoas ou viaturas para buracos no pavimento ou caixas de esgoto abertas;
·         Garantir uma adequada fixação de estruturas soltas, nomeadamente, andaimes, placards e outras estruturas suspensas;
·         Ter especial cuidado na circulação e permanência junto de áreas arborizadas, estando atento para a possibilidade de queda de ramos e árvores, em virtude de vento mais forte;
·         Ter especial cuidado na circulação junto da orla costeira e zonas ribeirinhas historicamente mais vulneráveis a galgamentos costeiros, evitando se possível a circulação e permanência nestes locais;
·         Não praticar atividades relacionadas com o mar, nomeadamente pesca desportiva, desportos náuticos e passeios à beira-mar, evitando ainda o estacionamento de veículos muito próximos da orla marítima;
·         Estar atento às informações da meteorologia e às indicações da Proteção Civil e Forças de Segurança.

Investimento de 1,5 milhões de euros para Clínica de Alta Resolução no Hospital de Santa Luzia de Elvas, com protocolo assinado hoje


O serviço de ambulatório do Hospital de Santa Luzia, em Elvas, vai ser transformado numa clínica de alta resolução, um investimento que agora será de mais meio milhão de euros, num total de 1,5 milhões de euros.

O serviço de ambulatório do Hospital de Santa Luzia, em Elvas, vai ser transformado numa clínica de alta resolução, um investimento que agora será de mais meio milhão de euros, num total de 1,5 milhões de euros.
Na prática o doente será atendido na unidade de saúde, que vai ter obras de requalificação, numa lógica que lhe permite realizar vários exames num dia, um dado que se traduz num diagnóstico mais rápido e, por si, um processo de recuperação em menos tempo.
Este permite a reestruturação do serviço de ambulatório do Hospital de Santa Luzia, que será transformado numa clínica de alta resolução, em conformidade com as orientações das redes de referenciação hospitalar, e que vai poder assegurar, anualmente, 35 a 40 mil consultas hospitalares, 5500 exames especiais (dos quais 1200 de gastrenterologia) e 2200 cirurgias.
Os objectivos deste projecto são: aumento da capacidade instaladas para a prestação de cuidados cirúrgicos de ambulatório, introdução de novas especialidades e técnicas, aumento do volume de produção de meios complementares de diagnósticos e terapêuticas, melhoria das condições hoteleiras para os utentes, requalificação do bloco operatório, melhoria da condições de acondicionamento de equipamentos higiénicos, redefinição dos circuitos internos e por ultimo remodelação da área de recobro.

Alentejo unido para melhor servir os utentes

Num investimento de um milhão e meio de euros, a reestruturação do serviço conta com a envolvência da Administração Regional de Saúde do Alentejo, ULSNA, Associação Coração Delta e dos municípios de Arronches, Campo Maior, Elvas, Monforte e Sousel, no distrito de Portalegre, e de Alandroal, Borba, Estremoz e Vila Viçosa, no distrito de Évora.
Hoje, 22 de Novembro, foi assinado entre as referidas entidades uma adenda ao protocolo de parceria para reestruturar o serviço de Ambulatório do Hospital de Elvas em Unidade de Alta Resolução.

Dia Nacional do Pijama assinalado no Centro Escolar com a peça de teatro "O Botão Invísivel"


O Dia do Pijama celebrou-se ontem, dia 20 de Novembro, e a data foi assinalada no Centro Escolar Comendador Rui Nabeiro, durante dois dias, com a peça de teatro "O Botão Invísivel", que explica aos mais novos a importância do direito que todas as crianças têm a crescer num ambiente familiar saudável.
A sessão deste último dia contou com a presença dos Vereadores Luís Rosinha e Vanda Alegria, e da Presidente da CPCJ - Campo Maior, Jesus Garcia.
O Dia do Pijama é uma iniciativa da Instituição de Solidariedade Social "Mundos de Vida" e pretende que os pequenos lembrem a toda a sociedade que "uma criança tem direito a crescer numa família".

Atletas de Natação do Sporting Campomaiorense conseguem bons resultados em Castelo Branco


A equipa de Natação do Sporting Clube Campomaiorense participou no passado fim de semana, dias 18 e 19 de Novembro, no Campeonato Regional de ABS e Torneio de Apuramento INF, disputado na cidade de  Castelo Branco.
Os nadadores do Campomaiorense, treinados por José Mercês, conseguiram, de uma forma geral,  bons resultados. Pode consultar os resultados no quadro em baixo.


Secretário de Estado do Ambiente considera começar a racionar o abastecimento de água durante a noite em algumas localidades


O secretário de Estado do Ambiente, Carlos Martins, considera começar racionar o abastecimento de água durante a noite em algumas localidades.
"Admito, no entanto, que em algumas situações concretas isto possa acontecer em períodos nocturnos, por exemplo, porque isso até teria vantagem de, em redes de municípios com perdas de água importantes, pelo menos no período nocturno não perderiam água", disse Carlos Martins, numa entrevista ao jornal i, em que ainda frisou a inexistência de muitos instrumentos para lidar com a seca, a não ser ter cuidado com a utilização da água.
O secretário de Estado do Ambiente considerou também importante "municípios e as entidades gestoras dos serviços de água devem reduzir as pressões de água", porque "quando se reduz a pressão, por cada minuto que temos a torneira aberta, acaba por haver um menor débito e portanto estamos a fazer uma poupança induzida por essa perda de pressão. O que é mais importante é o auto-controlo das pessoas, ou seja, para que não sejam vítimas de racionamento, elas próprias têm de ter comportamentos de melhor consumo e uso da água, serem mais eficientes".
Fonte: LinhasdeElvas

"Todos Juntos pelo Paulo", espectáculo solidário, dia 2 de Dezembro no Pavilhão Gimnodesportivo do Sporting Clube Campomaiorense


"Todos Juntos pelo Paulo", é um espectáculo solidário que vai ter lugar no próximo dia 2 de Dezembro, pelas 22 horas, no Pavilhão Gimnodesportivo do Sporting Clube Campomaiorense.
O contributo para assistir a esta iniciativa é de 5 Aplausos. As receitas deste espectáculo, organizado pelo Sporting Campomaiorense, com o apoio da Delta Cafés e da Associação Coração Delta, reverte na sua totalidade a favor da recuperação do Paulo Dias.
Participam no "Todos Juntos pelo Paulo", os artistas do Centro educativo Alice Nabeiro, Olinda Moriano, Raquel Guerra, Jorge Goes, Filipe Florêncio, Joel Moriano, Nádia Dias e Ricardo Ventura.


Associação Coração Delta regressa com campanha para ajudar a população sénior


Através do programa “Tempo para Dar”, a Associação volta a organizar uma campanha de recolha de produtos de higiene e similares, para ajudar a população sénior.
A Campanha "É Tempo de Ajudar" regressa a vários supermercados do Grupo Os Mosqueteiros, para solicitar à população apoio na contribuição de produtos de higiene para idosos.
Entre 24 e 26 de Novembro, várias lojas Intermarché do Alentejo e Algarve, assim como as duas Lojas Alentejo em Campo Maior e Elvas, aliam-se ao Tempo para Dar, na angariação destes produtos tão necessários para os idosos mais desfavorecidos.
Os artigos recolhidos em cada localidade revertem para os idosos daquele concelho em particular. Uma forma de sensibilizar a população para contribuir e ajudar os idosos da sua terra.
Nos estabelecimentos aderentes irão estar presentes voluntários para recolher as ofertas da população.
A iniciativa conta ainda com o apoio das câmaras municipais de cada localidade aderente.

Peça de Teatro "Porta com Porta" sobe a palco no Centro Cultural de Campo Maior


A Peça de Teatro "Porta com Porta", sobe a palco no próximo dia 25 de Novembro, pelas 21h30m, no Centro Cultural de Campo Maior.
Rute (Sofia Alves), uma mulher independente com cerca de 40 anos, resolve comprar um apartamento novo num edifício de prestígio.
Mas na euforia de conseguir mais um passo na sua independência acontece algo que não estava planeado e que ela não vai conseguir controlar… Tony (João de Carvalho).
Tony é o proprietário que vai ocupar o apartamento do lado, Porta com Porta. De facto, Tony com cerca de 55 anos está muito longe de ser o vizinho ideal para Rute…
E os problemas acontecem logo no primeiro encontro.
Os bilhetes para o espectáculo já se encontram disponíveis na bilheteira do Centro Cultural.

Dois Contabilistas campomaiorenses na lista do candidato Lopes Pereira para as eleições da Ordem dos Contabilistas Certificados


Na passada quinta-feira, dia 16 de Novembro, decorreu na cafetaria do Museu de Arte Contemporânea de Elvas, a apresentação da Lista C candidata aos órgãos da Ordem dos Contabilistas Certificados, cuja eleição vai ter lugar no próximo dia 20 de Dezembro.
Apresentação da candidatura em Elvas no passado dia 16 de Novembro

Sob o mote “Honrar o passado, construir o futuro”, esta lista apresenta, como candidato a bastonário, António Lopes Pereira, Contabilista Certificado com larga experiência, disposto a defender os interesses de todos os contabilistas certificados e a libertar a OCC de todos os lóbis.
No novo modelo de órgãos sociais da OCC, assume particular importância a Assembleia de Representantes, constituída por membros de todos os distritos. Para o distrito de Portalegre, os candidatos desta lista são: como membros efectivos, Sofia Silva e José Nobre, ambos de Elvas, Contabilistas Certificados há mais de 20 anos e como suplentes José Leão e Luís Lages, ambos de Campo Maior, também Contabilistas Certificados, desde há muito. O principal pilar da candidatura é a representação de todos os Contabilistas Certificados por quem exerce a profissão e conhece os seus problemas, através do diálogo e da proximidade com todos os representados.
Para obterem mais informações, poderão consultar o site www.candidaturalopespereira.

Observatório Nacional de Administração Pública, do ISCSP, quer "dar o sinal aos autarcas de que alguém se está a dar ao trabalho de monitorizar"

O novo Observatório Nacional de Administração Pública, do ISCSP, quer "dar o sinal aos autarcas de que alguém se está a dar ao trabalho de monitorizar". No seu primeiro relatório, o projecto aponta à Taxa de Desempregados por município, mas não quer ficar por aqui. Miguel Lopes e Pedro Correia, professores responsáveis pelo Observatório querem pôr a informação a nu e promover uma discussão saudável.

“Os autarcas eleitos dizem uma coisa, a oposição diz outra e cada um diz o que quer. Nós, com este relatório, queremos dar o sinal aos autarcas de que alguém se está a dar ao trabalho de monitorizar. Começámos pelo desemprego, mas vamos avaliar outros indicadores: criminalidade, educação, saúde”, explica Miguel Lopes, professor universitário do Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas (ISCSP).
O “Relatório do emprego por município”, que faz um balanço da variação do desemprego por município no período do mandato autárquico 2013-2016, em Portugal continental, foi o primeiro trabalho do Observatório Nacional de Administração Pública (ONAP), um projecto sediado no ISCSP a cargo dos professores Miguel Pereira Lopes e Pedro Correia.
“Como somos uma entidade independente, o ISCSP, a Universidade de Lisboa, a nossa ideia é dar informação objectiva, baseada em indicadores oficiais, como é o caso, para que os munícipes tenham uma noção mais clara do efeito das políticas municipais”, sublinha o professor Miguel Lopes reforçando que este relatório tem como finalidade criar uma base de comparação para os próximos tempos.
O objectivo era fazer um relatório de 2013 a 2017, ou seja, agrupando os valores totais do mandato autárquico, mas na altura da realização do mesmo só existiam dados disponíveis até Dezembro de 2016.

Norte com maior crescimento de número de empregados

“Os dados que temos são da taxa de desempregos na população em balanço e não em termos brutos. Por exemplo, Albufeira foi o município que mais aumentou o desemprego, quando a tendência nacional foi de diminuição nestes últimos dois últimos anos. Mas o facto de o desemprego ter aumentado em Albufeira não quer dizer que em termos absolutos tenha mais desempregados do que noutros municípios que neste relatório apresentam um aumento do número de empregados”, começa por explicar Miguel Lopes.
O relatório mostra a evolução do número de desempregados nos municípios portugueses do continente, que acaba por coincidir com a realidade nacional: há uma tendência de diminuição. Mas o documento traz à tona várias disparidades, dentro do país e dentro de regiões.
À vista, salta de imediato o facto de o maior crescimento do número de pessoas empregadas se situar no norte. No ranking dos 10 municípios onde a taxa de desempregos mais diminuiu só um município (Santiago do Cacém) é que fica situado a sul do rio Mondego. No sentido inverso, os municípios onde mais aumentou a mesma taxa ficam situados no Alentejo e Algarve.


Lisboa aparece mais diluída no relatório. Fora dos tops de aumentos ou quedas, a zona de Lisboa e Vale do Tejo destaca-se pela baixa oscilação, entre municípios, e pelo facto de nenhum município ter aumentado o número de desempregados.


“Se formos aqui ao ranking de Lisboa e Vale do Tejo, a magnitude não é comparável. Enquanto em Paços de Ferreira o desemprego reduziu 4%, o mais alto na região de Lisboa é a Amadora que reduziu 2,82%. Mas há aqui uma coisa interessante: enquanto no norte temos alguns concelhos onde o desemprego aumentou (Santa Maria da Feira por exemplo), em Lisboa e Vale do Tejo não temos nenhum que tenha aumentado o desemprego o que nos leva a querer que no norte a disparidade é maior”, sublinha o professor universitário.
É ainda interessante realçar que também do top 10, mais de metade dos municípios são do interior. “Temos a questão do interior. E lá está, também é interessante que destes municípios mais de metade do top 10 é do interior, quando vivemos numa altura de grande dictomia entre o interior e o litoral. Mas aparentemente, não será aquele interior profundo”.
O interior e o norte acabam por ser os casos de estudo mais evidente pelas grandes assimetrias que espelham. Ao lado de diminuições significativas há, também, aumento díspares. “Se repararmos nos 10 que mais aumentaram o desemprego também são do interior”, realça Miguel Lopes.


O ONAP diz ter a noção de que, na divulgação deste primeiro relatório, “os autarcas que ficaram bem colocados vão achar este relatório o máximo” e, do outro lado, “os que ficaram mal colocados vão dizer que isto não tem a ver com a acção do município”.
Mas a questão não ‘morre’ assim tão cedo. A plataforma para além de apontar para os vários valores irá também servir de plataforma de discussão. “Por exemplo, quem está no interior dirá que o problema é do interior, não é especificamente das minhas políticas. Mas depois terá dificuldade em explicar porque é que alguns municípios do interior que estão sujeitos às mesmas leis nacionais e realidades muito semelhantes, conseguem ter outros desempenhos. A ideia é que isto seja positivo, que estimule, que responsabilize os autarcas, e os leve a fiscalizar mais os resultados do seu trabalho e no fundo das populações”, explica Miguel Lopes.

A chuva vai regressar a Portugal continental a partir de quarta-feira, mas apenas às regiões a norte do sistema Montejunto-Estrela


“A chuva vai regressar, mas não será a todo o território. Parecem ser episódios temporários com ocorrência de precipitação, mas o cenário que se configura não é uma constância de precipitação nos próximos dias”, adianta a especialista do instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).
Na opinião de Maria João Frada, esta precipitação “é melhor que nada, mas insuficiente” para fazer face à seca que o país atravessa.
“Não fará grande diferença. Toda a chuva que vier é ótima, mas não será suficiente”, disse.
De acordo com Maria João Frada, hoje e terça-feira ainda se prevê céu pouco nublado ou limpo e com temperaturas máximas elevadas para esta época do ano.
“Continuamos a ter [temperaturas] máximas a variar entre os 18 e os 23 graus. Tem sido uma constância e vai continuar assim. As temperaturas são de tal forma acima da média para época que em algumas estações do IPMA contribuiu para uma onda de calor. As temperaturas estão acima da média mais de cinco graus”, adiantou.
Segundo a meteorologista do IPMA, na quarta, quinta e sexta-feira esperam-se temperaturas máximas a variar entre 18 e 23 graus, sendo entre os 16 e 18 nas serras de Portugal, e as mínimas mais baixas serão de -2 a 04 graus nas regiões do interior norte e centro.
“A chuva é bem-vinda, mas não é aquilo que queremos e precisamos. A sul do sistema Montejunto-Estrela não se prevê precipitação no dia 22 [quarta-feira]. E a precipitação que vai cair é fraca, sendo moderada no Minho. Vamos ter também um aumento da intensidade do vento”, disse.
Na quinta-feira, explicou Maria João Frada, está prevista alguma precipitação e na sexta-feira poderá ser mais intensa e na generalidade do território, mas serão mais fortes sempre no litoral a norte do Cabo Carvoeiro.
“A região sul vai ter nenhuma ou pouca precipitação. Ainda falta algum tempo. Vamos ver se o cenário se mantém”, concluiu.

CURPI Campo Maior reúne em Assembleia Geral para votação do Orçamento e Plano de Acção


O Circuito de Pista da AADP está de regresso, com o Torneio de Abertura em Castelo de Vide


O circuito de pista da AADP está de regresso, com a realização do torneio de abertura na Vila de Castelo de Vide.
A Associação de Atletismo do Distrito de Portalegre, irá iniciar a sua época competitiva de pista, dia 25 de Novembro de 2017, pelas 14 horas no estádio Municipal de Castelo de Vide, naquela que foi a primeira pista de atletismo do panorama do atletismo distrital, construída no longínquo ano de 1999.
O torneio de Abertura da AADP, irá iniciar as hostilidades no que diz respeito a competição de pista e realiza-se em parceria com o Município de Castelo de Vide, que ao longo dos anos, tem sido um parceiro de excelência da Associação de Atletismo de Portalegre.
O torneio irá contar com corridas não competitivas de 60 metros e kids Athletic para os mais jovens, salto em altura e comprimento a partir do escalão de iniciados entre outras provas que poderás consultar no regulamento competitivo disponível em aadp.pt.
Contará também com uma prova de estafetas, em que as equipas podem ser constituídas por atletas do escalão de Juniores a veteranos, num claro piscar de olho do novo responsável técnico aos atletas dos escalões menos jovens, que nos últimos anos têm andado arredados das pistas e que conferem um brilho especial a todas as competições onde participam, gerando uma convivência multigeracional, muito interessante de observar.
As inscrições terminam dia 22 de Novembro, pelas 18 horas e são gratuitas para todos os atletas filiados na AADP. De acordo com o regulamento da competição, qualquer inscrição fora do prazo 
estabelecido poderá acarretar custos acrescidos.
A inscrição na prova pode ser feita em formulário destinado a esse efeito disponível em aadp.pt.